Era um dos trabalhos mais aguardados do primeiros meses do ano e não desiludiu: A Western Circular, do britânico Wilma Archer, é um disco intenso que reflete sobre o ciclo da vida e onde o autor se debate com a dura realidade do ponto final na vida terrena. O álbum foi passado a pente fino na secção de críticas da Ritmoterapia.

No início do passado mês de Março, Archer levou o tema “Killing Crab”, o quarto do alinhamento, até aos Metropolis Studios, em Londres, para ser interpretado por uma composição de nove músicos, concedendo-lhe uma dimensão orquestral que vai ao encontro da própria textura de A Western Circular. O resultado não só é rico como envolvente.

Wilma Archer – guitarra acústica | Clíona Ní Choileáin, Talulah Yunkers, Ruby Moore e Jonah Spindel – violoncelo | Ross Hutchison – saxofone alto | Dom Pusey – saxofone barítono | Daisy George – contrabaixo | Jim Molyneux – bateria