Soccer96 | Tactics EP

Reza a lenda que os The Comet is Coming se formaram depois de Shabaka Hutchings ter assistido a vários concertos dos Soccer96, banda de Danalogue e Betamax, e de ter, numa dessas assíduas presenças, pedido à dupla para subir ao palco e tocar saxofone. A química terá sido imediata, levando os três músicos a um período de clausura no afamado Total Refreshment Centre para gravarem uma série de músicas. Dessas gravações nasceram temas e ideias para uma estrutura que se materializaria em três discos: Channel The Spirits (2016), Trust in the Lifeforce of the Deep Mistery (2019) e The Afterlife (2019). Durante cerca de cinco anos, Danalogue e Betamax, sintetizadores e bateria, colocaram um freio nas edições discográficas dos Soccer96 e dedicaram-se de corpo e alma ao viajante cometa que pisou os mais variadíssimos palcos por esse mundo fora, incluíndo o do Lux Frágil, em Outubro do ano passado.

2020 marca o regresso aos Soccer96, com Tactics EP. A conta parece ser simples numa primeira aproximação. Subtrai-se Shabaka Hutchings aos The Comet Is Coming e obtém-se uma matéria sólida, sem cauda incandescente, chamada Soccer96. Mas para esta aventura, Danalogue e Betamax não se limitaram a eliminar o saxofone da equação, sendo que este até acaba por surgir em algumas das músicas (lá chegaremos), e procuraram introduzir a voz de Alabaster Deplume, em jeito de spoken word, ao bom estilo de Lou Reed (e são várias as vezes que o homem de “Perfect Day” é chamado à memória).

Existem, contudo, alguns pontos em que as fórmulas químicas coincidem na perfeição. A forma como os sintetizadores e bateria se interligam em Tactics EP é quase idêntica à articulação conseguida em algumas das canções de Trust in the Lifeforce of the Deep Mistery. Com menos nervo e velocidade, mas igualmente recheado de contratempos e rechonchudas linhas sintetizadas. Sem missão assumidamente intergaláctica, mas ainda assim a vislumbrar o Planeta Terra de longe – ver capa do disco. Talvez seja mais rock, como acontece no single “I Was Gonna Fight Facism”, e menos jazz; todavia, até nisso se encontram curiosas intersecções. Em “Blood of the Past”, dos The Comet is Coming, destila-se puro rock, com uma energia de meter inveja a veteranos da matéria. Em “I Was Gonna Fight Facism” e “Buy It” ouvem-se curtos apontamentos de saxofone. É muito mais o que liga os The Comet is Coming aos Soccer96 do que aquilo que eventualmente os separaria.

São três os temas que compõem Tactics EP, todos eles com uma forte mensagem política e social. “I Was Gonna Fight Facism”, que deixa adivinhar parte do conteúdo, coloca frente-a-frente o impulso de intervir em causas importantes, como o da luta contra os ideais fascistas, e a primordial vontade de encontrar patéticas desculpas para bloquear a acção e não fazer rigorosamente nada. “Buy It”, com uma letra que poderia perfeitamente pertencer a uns Sex Pistols ou até mesmo Dead Kennedys, ironiza em torno da ideia de podermos recorrer ao dinheiro para comprar coisas tão complexas e abstractas como a paz no mundo, liberdade ou verdadeiras amizades. Temáticas bastante actuais e pertinentes.

15