Mentira, engano e o devido castigo. A lição dos Nubiyan Twist em single que apresenta novo álbum

Há novo álbum dos Nubiyan Twist a caminho. A banda de Tom Excell recorreu às redes sociais para anunciar que Freedom Fables, o sucessor do brilhante Jungle Run, tem saída marcada para o próximo ano, dia 5 de Fevereiro, pela Strut Records. A par desta notícia está também o lançamento de um novo single, “Tittle Tattle”, que conta com a participação da cantora Cherise, e que se faz acompanhar de um vídeo que explora uma trama de mentira e engano, acompanhada dos devidos castigos, num cenário do século XVIII. O balanço é afrobeat, uma das assinaturas do colectivo britânico, mas mistura-se com elementos jazz, facilmente descodificados nas linhas de metais. No início do ano, ainda a milhas do anúncio deste novo disco, os Nubiyan Twist já haviam mostrado “24-7”, canção que fará também parte de Freedom Fables, e que tem como convidada especial Ego Ella May.

Oriundos de Leeds mas sediados em Londres, os Nubiyan Twist conheceram-se na Leeds College of Music, um importantíssimo conservatório que forma alunos nas áreas da música popular, clássica, jazz, folk e produção. São dez elementos divididos entre secção rítmica, metais, electrónica e vozes, sendo Tom Excell (guitarra e produção) o grande cérebro da banda. Em 2015, editaram Nubiyan Twist, um disco que compilou vários trabalhos realizados em ambiente escolar. Seguiu-se Siren Song, em 2016, e, três anos depois, Jungle Run, que conta com a participação de ilustres nomes como Mulatu Astatke, pioneiro do ethio-jazz, Tony Allen, a recentemente falecida lenda do afrobeat, e K.O.G., um talentoso músico ganês, líder do colectivo K.O.G. & The Zongo Brigade.

251